segunda-feira, 29 de junho de 2009

FEIXAR A LUZ E ENVIÁ-LA PARA A ESCURIDÃO







Um caminho para as alturas preparado e palmilhado por muitos se encontra diante de vós. Caminho que foi construído por Mestres e discípulos de todas as eras. Muitos alcançaram o destino e em toda parte onde tenham passado, deixaram suas pegadas e suas vibrações. Podemos afirmar que isto aconteceu em todos os planetas, em todos os tempos e em todas as partes do mundo, independendo da nacionalidade e da religião de cada um.

Desde sempre, o caminho dos discípulos da Luz passou pelo auto- aperfeiçoamento e também está pré-indicado para vós. O verdadeiro conhecimento de um ser somente desperta nele quando tiver desenvolvido certa quantidade de solidariedade, paciência e amor. Daí é gerada a sabedoria e também a alegria que acompanha todos os passos deste caminho.

Vós, alunos da Luz, não caminhais sozinhos. Sois acompanhados por muitos companheiros de jornada, mesmo se não vos deis conta disto, pois eles vivem nos mais diversos lugares deste Mundo. Une-vos, porém, um empenho igual e dirigido ao mesmo objetivo, não somente com estes companheiros de jornada, mas também com vossos Mestres, que vos precederam um pouco no caminho.

Assim, é um grande número de humanos no plano terrestre que modificam o Mundo em conjunto - cada um, uma coluna da Luz, lá onde viveis. Imaginai, então, que todos esses Pontinhos de Luz estejam ligados entre si em um plano superior, sem que saibais disto no plano físico e que esta união estenda-se além, para aqueles que ainda estão no começo da caminhada. Esta grande comunidade já providenciou para que seja mais fácil àqueles que chegam agora do que o foi para vós, que um dia iniciastes esta trilha.

Não seria possível para vós coletardes e enfeixardes toda a Luz que os discípulos já irradiam em todo o Mundo e enviá-la para a escuridão, a fim de que esta seja eliminada? Fixai-vos nesta imagem, acreditai no sucesso desta ação, mesmo que ela não vos seja visível sempre - e tende Fé em vossa própria Força, que vos facilitará a trilha para as alturas!

Esta grande comunidade de todos aqueles que servem ao bem na Terra já deixou seu efeito em toda parte e cada um que a ela pertence, recebe deste campo de Força erigido em conjunto. E já Vos dissemos muitas vezes este campo de força dos discípulos está ligado à Fraternidade da Luz, que envia suas vibrações puras a todos os que pertencem a Ela.

Livrai-vos de todas as dúvidas que, às vezes, ainda são visíveis em vossos corações! Permanecei fiéis à vossa convicção de que a Luz é a mais Poderosa Força do Universo e que não há escuridão que possa resistir indefinidamente a esta Força. A Luz do coração de vossos Mestres e Amigos envolve-vos e facilita vosso senda para as alturas.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

A Chama Trina









A poderosa Chama Trina localiza-se no “cálice sagrado” que temos no coração, o qual contém um átomo cuja estrutura é diferente do resto do nosso corpo. Esse átomo diferenciado materializa-se no momento da concepção, ou seja, no momento da fecundação do óvulo. Nesse momento forma-se a célula inicial que irá multiplicar-se dando vida a um novo ser. Nesse processo, quando o embrião está em formação, o átomo portador da Chama Trina é ancorado dentro da estrutura celular que virá a ser o coração.



A Chama Trina é o nosso ponto de contato com a Fonte Universal que Tudo É (o Criador Universal, Deus, Tao ou como preferir chama-lo/a). Ela permite conectarmos nossas vidas físicas, tridimensionais, com os planos mais sutis de existência, além de efetuarmos o controle energético dos nossos chacras. Por seu intermédio podemos garantir e manter nossa saúde física e espiritual. Além disso, a Chama Trina age como suporte da vida no plano material, e também é uma das mais poderosas ferramentas para nossa ascensão.



Os grupos ligados à Fraternidade Branca têm trabalhado com esta Chama para o despertar dos seres humanos, através de exercícios e da recitação de Mantras. Isso vem produzindo excelentes resultados, porém muitos seres humanos não têm acesso a essas informações, as quais deveriam ser divulgadas em todos os níveis da mídia mundial. Mas esse trabalho de divulgar o que os poderosos da mídia não têm permitido é o nosso serviço em favor da expansão consciencial da humanidade.











A Chama Trina é composta por três chamas, raios ou cores. À esquerda está a grande Chama Rosa, que é a manifestação do AMOR UNIVERSAL ou AMOR INCONDICIONAL. Ao centro está a poderosa Chama Dourada, da SABEDORIA ESPIRITUAL sobre o plano material. Finalmente, à direita está a poderosa Chama Azul, que é a expressão do PODER DIVINO que age sobre todos os planos da manifestação.



Quando unimos a Chama Rosa com a Azul, forma-se automaticamente a Chama Violeta, da transmutação e purificação. Devemos ter muito cuidado ao como trabalhar com a Chama Violeta, pois seu elevado poder de transmutação pode causar desequilíbrios psíquicos e emocionais. No entanto, é muito conveniente empregarmos as energias da Chama Violeta, para transmutarmos e acelerarmos nosso processo Cármico. A Chama Violeta deve ser empregada todos os dias, mas em combinação com as outras chamas. Assim poderemos requalificar e recalibrar nossos campos vitais, não permitindo que as ligações cármicas nos desequilibrem, mas sim transmutando-as de maneira que possamos apreender e compreender nossas falhas. Para isso devemos usar a seqüência correta de cores, de acordo com as nossas realidades e dificuldades pessoais.





Por exemplo: se utilizamos a Chama Violeta na cura de alguma doença como o câncer, depois de aplicá-la devemos usar o poder da Chama Verde da cura, para efetuarmos a regressão dessa doença, caso contrário estaremos na verdade acelerando o processo de manifestação da doença. Este é um exemplo simples que pode ser estendido a outras situações.


Exercícios com a Chama Trina



Aqui está um exercício para expandirmos a nossa Chama Trina, ensinado por Paz Victória e posteriormente me complementado por Shtareer (Irmãos da Luz de planos superiores), amplamente divulgado pelo irmão Rodrigo Romo: Para facilitar a visualização, antes de iniciar o exercício você pode acender fisicamente 3 velas coloridas, nas cores dos raios da Chama Trina, de forma que possa ver a vela à sua frente durante a prática do exercício.



Ø Sente-se ou deite-se numa posição relaxada.

Ø Procure fazer com que sua mente fique em “estado de papel em branco”.

Ø Visualize seu copo sendo banhado por uma brilhante luz branca muito intensa e tranquilizadora, deixando-o mais e mais relaxado, mais e mais leve.

Ø Visualize agora a Chama Trina ardendo dentro do seu coração, no interior de um cálice ou então no formato de uma flor tríplice.

Ø Visualize nitidamente cada uma das três chamas da Chama Trina ardendo e vibrando como a chama de uma vela. Elas ardem mas não queimam.

Ø Visualize uma Chama Trina grande em profunda expansão. Sinta-se imerso nela e que cada um de seus raios, brilhantes e luminosos, está ativando as diversas partes do seu corpo.





Rosa- Através da Chama Rosa expande-se o AMOR UNIVERSAL ou INCONDICIONAL. Com sua expansão você sentirá uma imensa alegria e vontade de abraçar o mundo. Deixe que essa chama inunde por completo todas as células do seu corpo. Visualize cada órgão do seu corpo sendo penetrado e envolvido pela Chama Rosa. Desperte sua condição de ser amoroso e equilibre com isso a dualidade feminina e masculina. Permita que o Amor Incondicional da consciência Crística se manifeste dentro do seu coração e que se expanda para todo o seu corpo. Procure integrar-se com todos os móveis, plantas, minerais, animais, pessoas, tudo o que o cerca, assim você estará ativando sua capacidade de percepção extrasensorial através do Amor e sua conexão com as linhas geopáticas positivas do planeta. Nesta visualização você estará ativando sua ligação com a mãe Terra e com os Mestres Ascensionado, nossos Irmãos da Luz.



Dourado- Depois de expandir a Chama Rosa, faça o mesmo com a Chama Dourada. Visualize todo o seu corpo imerso nesta chama. Isso que trará à sua consciência e aos seus corpos sutis, a sabedoria contida nos Registros Akáshicos (que são uma espécie de arquivo que contém todo os registos de todos os acontecimentos do universo). Esta chama abre os portais de acesso aos seus registros, inclusive de vidas passadas, além de abrir o caminho para o conhecimento e contato com seu Eu Superior (ou Eu Sou). Ao mesmo tempo em que visualiza sua imersão na Chama Dourada, sinta-se preenchido pelo Amor Incondicional deixado pela Chama Rosa. Sinta as qualidades positivas do universo e de tudo que o cerca. Entenda e sinta que você é um ser espiritual do universo, um ser de Luz. Pela ação da Chama Dourada você compreenderá as Leis Superiores que regem o universo e perceberá sua participação nesse contexto. Você compreenderá qual é a sua verdadeira identidade, além de esclarecer quais são as tarefas que você tem para realizar. Visualize a Chama Dourada na cor do ouro liquefeito, brilhando intensamente e impregnando todo o seu ser. Ela é um veiculo transmutador universal, a chama da sabedoria, não apenas do conhecimento racional, ela integra o poder do Cristo em ação.



Azul- Da mesma forma que as anteriores, visualize todo o seu corpo imerso na Chama Azul. Sinta-se imerso nela. Esta chama é a expressão do poder de Deus em ação, o poder de agir, de construir e de levar a efeito as energias geradas pelas outras duas chamas. A Ascensão é feita por qualquer uma das três chamas, mas a Chama Azul fornece a energia necessária para superar e vencer as limitações psíquicas de qualquer espécie. Esta é a chama do poder construtivo, alinhado com os parâmetros da criação crística. Através dela você sentirá profundamente seu potencial e a capacidade de ser uma pessoa útil e positiva para si mesmo, para o próximo e para a sociedade. Sinta-se disponibilizando suas potencialidades a serviço de atividades construtivas em benefício da humanidade, levando o Amor Incondicional e o conhecimento a todos os que precisam dele. A Chama Azul ajuda a ultrapassar as dificuldades da vida, a enfrenta-las de frente, sem esmorecer ou desviar-se de suas metas. Ela é a expressão do amado Arcanjo Miguel (também conhecido como Comandante Ashtar Sheran), que com sua espada de luz azul, a espada da Justiça, tem velado pela humanidade, na Terra e em outros planetas, defendendo os inocentes dos ataques das hostes negativas. Estimulando a Chama Azul no seu coração, você também poderá utilizar a sua espada da justiça e auxiliar a todos os que precisarem de sua ajuda.



Deixe que as três chamas da Chama Trina tomem conta de seu corpo e se expandam, até formarem um poderoso campo de energia ao redor do seu corpo. As três chamas ardem simultaneamente mas não se misturam. Visualize-a iluminando o local onde está fazendo o exercício, o teto, o chão, as paredes, os objetos, tudo.



Una agora a Chama Rosa com a Chama Azul formando a Chama Violeta e visualize-a transmutando suas dificuldades, suas limitações, seus atos, sentimentos e pensamentos negativos. Neste ponto é recomendável que você faça uma retrospectiva sobre o seu dia, sua conduta, seus relacionamentos, e sua vida em geral. Se houver algo negativo, ative a Chama Violeta, transmutando as coisas negativas em eventos positivos, impedindo que as energia negativas se expandam em você ou através de você. Desfaça completamente sentimentos como ressentimento, inveja, mágoa, ódio ou rancor com a Chama Violeta. Elimine também as imagens de atitudes negativas que eventualmente tenha expressado. A gloriosa Chama Violeta é a expressão do amado Mestre Saint Germain, o Avatar de nossa Era. Faça isso num sistema de retrocesso de imagens, descriando com a energia da Chama Violeta cada um desses sentimentos, pensamentos e atos.



Enquanto você faz isso, permaneça visualizando a Chama Dourada ardendo no topo de sua cabeça. Deixe que a Chama Dourada, que brilha luminosa sobre a sua cabeça, restabeleça o equilíbrio penetrando e harmonizando todas as situações que foram limpas pela Chama Violeta. Isso garante que os processos de requalificação e de transmutação sejam equilibrados, e que aqueles problemas não voltarão a importuná-lo nunca mais.



Lenta e suavemente volte ao seu estado de consciência ativa, deixando que as energias da Chama Trina permaneçam sempre na sua consciência.



Pratique este exercício um vez por dia durante no mínimo sete dias. Você verificará que vai ocorrer uma sensível melhora em todos os setores de sua vida. Sua sensibilidade aumentará muito e você irá sentir-se muito mais tranqüilo e amoroso para com a vida. O exercício pode ser praticado antes de dormir, para requalificar as atividades diárias, ou pela manhã, conforme sua preferência, para preparar-se positivamente para um novo dia.



Estes exercícios são muito eficazes e permitem uma expansão notável da Chama Trina em nossos corações, o uso adequado da Chama Violeta e uma aceleração do processo de expansão e de crescimento consciencial. Eles vêm sendo usados pelos membros da Fraternidade Branca há muitos anos. O mais importante nestes exercícios é que você procure sentir profundamente que suas forças vitais estão sendo resgatadas e renovadas, que você é um ser de luz espiritual e que suas energias superiores tornam-se cada dia mais presentes e ativas em você. Mais adiante você aprenderá outros exercícios destinados a despertar suas capacidades extrasensoriais que no momento podem estar desativadas.

terça-feira, 9 de junho de 2009

DIÁRIO DE BORDO DA TERRA




JUNHO 2009
por Celia Fenn





2 de Junho: Os Primeiros Círculos da Colheita da Ucrânia... e sim... uma Medusa Cósmica! De todas as cartas que eu recebi nos últimos dias, eu posso ver que não sou a única que está sentindo a intensidade e a turbulência neste momento de mudança, enquanto a Terra acelera em sua jornada através do hiper-espaço. Sim, estamos nos movendo... com velocidade. Isto me lembra daqueles velhos episódios da Jornada nas Estrelas. A Terra é como uma gigantesca nave, como a Enterprise, e todos nós estamos passando pela vida a bordo até que, opa, algo lá fora abala a nave e todos nós corremos em volta para descobrir se eram os Klingons ou os Romulins ou algo mais, mas sempre confiando que o Capitão Kirk, com a ajuda de Mr. Spock, resolveriam tudo isto e estaríamos seguros, e havia sempre o Scottie para "nos animar" se nos perdêssemos. E sim, bem, agora estamos nos acostumando a este estranho sentimento de nos movermos através do hiper-espaço, com a velocidade acelerada, mas sempre no momento presente, que é tão intensa que está fazendo voar pelos ares tudo a que não podemos nos agarrar.

Assim, no meio da última série de turbulência, incluindo o naufrágio das baleias e a perda do avião do Rio da Air France (eu estive neste aeroporto há algumas semanas!), o que ironicamente foi aparentemente devido à desintegração do avião devido a uma severa turbulência, alguém da Ucrânia me enviou imagens do último Círculo da Colheita. Eu sempre amei os Círculos da Colheita. Eu confesso que não tenho nenhuma idéia verdadeira do que eles sejam. Sim, eu li todas as teorias e até perguntei, e Miguel me disse que eles são "marcas interdimensionais". Está bem, isto é o que significa exatamente. O que eu poderia concluir era que eles são marcas visíveis de eventos que ocorrem em outras dimensões no tempo/espaço. Eles contêm informação que nos diz contam o que está acontecendo no campo quântico do Planeta e seu imediato meio quântico. Assim, com isto em mente, aqui estão os últimos "instantâneos" da realidade quântica.

Este foi tirado no dia 1º de Junho, em Knoll Down, em Wiltshire, que eu amo e onde eu espero estar em breve! As imagens estão protegidas por direitos autorais e são de www.cropcircleconnector.com

Este foi fácil para mim. Foi quase exatamente o mesmo que o Vórtice da Ascensão que me foi mostrado em São Paulo, Brasil, enquanto eu estava me preparando para o trabalho com o vórtice da Ascensão no Rio de Janeiro. É uma manifestação visual ou diagrama de um "buraco de bicho" ou de um portal através do hiper-espaço. Mas, neste próximo, foi bem, hummm, apenas como que algo misterioso e divertido. Uma gigantesca medusa nos campos de Oxfordshire!

Bem, talvez não seja tão engraçado. A jornada através do hiper-espaço é semelhante à jornada através do Oceano... o Oceano Cósmico do qual tudo é criado. Esta foi a essência do maravilhoso DVD "Transmuteo" de Jean-Luc Bozzoli, que se refere à transformação da Humanidade através da Jornada Criativa através da realidade do hiper-espaço. Vocês podem ver algo do DVD aqui. Enquanto eu estava examinando o site, eu me deparei com isto: "Agora com TRANSMUTEO, acessem as avançadas civilizações paralelas em companhia do gentil poder holográfico dos golfinhos e das baleias. Sua linguagem é uma geometria orgânica multidimensional, e ela desperta os projetos que estão adormecidos dentro de nós para nos reconectarmos com os nossos padrões originais de possibilidades incessantemente expandidas." Sim, realmente, como estivemos discutindo nos últimos dias, as baleias e os golfinhos são os nossos parceiros nesta jornada através dos Oceanos Cósmicos, e eles estão nos despertando para as possibilidades para a cooperação criativa que agora existem entre nós, como um coletivo recentemente desperto, e outros seres que já são capazes de trabalhar dentro deste campo holográfico de pura intenção e possibilidades.

Eu me lembro que no DVD "Transmuteo", havia uma cena com uma deslumbrante medula cósmica flutuando através do espaço Oceânico, pulsando com Luz. Assim, eu imagino que a medusa de Oxfordshire seja apenas um amável lembrete de que estamos nos movendo através do Oceano Cósmico. E, também, que precisamos cuidar de nossos próprios Oceanos e daqueles que vivem neles. Pois o Oceano parece ser um microcosmo do vasto Oceano Cósmico, e também uma fonte de influência de possibilidades e de transformações criativas em nosso próprio meio ambiente.

Para aqueles na Grã-Bretanha, eu estarei com vocês em Agosto e estarei fazendo um Retiro no final de semana com a minha amiga, Sarupa Shah, em Glastonbury. Nós pretendemos passar uma tarde com os círculos da colheita, se houver ainda círculos que persistam na estação. Havia no último ano, ainda que ele apenas se referisse à época da colheita. Assim, vamos ver. Naturalmente, Glastonbury é um lugar muito mágico, e estaremos fazendo cerimônias em Tor e nos rochedos de Avebury. Eu estarei publicando mais informações em breve, assim se vocês estiverem na área em Agosto, por favor, considerem em se unir a nós.



1º de Junho: Energias Amorosas para as Baleias e os Golfinhos...: Grata por todo o amor e o apoio das pessoas que escreveram em resposta a minha mensagem sobre as baleias que encalharam em nossa costa aqui na Cidade do Cabo. Foi realmente uma emoção para mim, saber que havia tantas pessoas que foram movidas com expressões de conexão do seu coração com os nossos amigos Cetáceos e com o próprio Planeta.

E agradeço a todos aqueles que me enviaram mensagens. Eu aprecio o seu amor e apoio neste momento. Aqui, na Cidade do Cabo, está muito frio e chuvoso, e quase todos têm gripe. Eu estou escrevendo isto porque a minha reunião com o comitê da Fundação das Crianças foi cancelada porque Wilma tem gripe e está acamada. Isto é algo como um choque para o meu sistema, após três semanas de sol no Brasil tropical! Mas eu estou tentando desacelerar e descansar e reservar um tempo para mim mesma e para me re-ligar com o lar, mesmo quando é desagradável.

Muitas pessoas me perguntaram sobre a "mensagem" da partida das baleias. Eu não tenho muita certeza sobre o que elas estavam tentando "dizer", se algo. Minha própria compreensão é que as baleias encalham quando os seus "sistemas de orientação" são interrrompidos. Elas seguem "vias" eletro-magnéticas para navegar nos Oceanos. Quando estas vias são interrompidas pelas mudanças nas grades da Terra, ou pela confusão nas grades da Terra, às vezes como agora, elas podem se desorientar e tomarem a direção errada. O encalhe em massa ocorreu em um momento de extremo fluxo eletromagnético aqui, manifestado em tempestades, fortes ventos e chuva constante.

Também, eu sei que há um portal da Ascensão, aqui na Cidade do Cabo que não foi ativado, e eu estava imaginando se as baleias o estavam procurando ou tentando ativá-lo. É semelhante ao com que trabalhei no Rio de Janeiro, mas até agora ele não foi aberto. É onde vem a impaciência. Eu sei que não posso fazê-lo sozinha, assim como não pude ter trabalhado sozinha no portal do Rio. Precisa de um grupo de energias concentradas e comprometidas para abrir o vórtice e assumir a jornada que trará o portal "on line" para que outros usem. Assim, talvez as baleias estivessem buscando o portal ou tentando nos mostrar que ele precisa ser aberto, de modo que o caminho para "casa" seja fácil para aqueles que busquem se unir com o Coração Cósmico, enquanto ainda na forma física. Esta é a essência da Reconexão Cósmica, e é também uma parte da realidade dos Cetáceos, pois os Cetáceos são Seres Cósmicos e as suas conexões com as estrelas são tão intensas e significativas quanto as nossas. A consciência dos Cetáceos é também a dos Viajantes das Estrelas, e eles buscam viajar conosco em nosso caminho de retorno às Estrelas e ao Coração Cósmico. Eles são parte da Jornada de Luz Diamante e da Consciência de Luz Diamante. Eles são nossos companheiros viajantes.

Assim, para este dia especial, aqui está um vídeo que me foi enviado por Mieke dos Países Baixos. Ele irradia amor de cura e luz aos Oceanos, e eu acho que isto cria calma e paz em meu coração após as mudanças drásticas do final de semana. Por favor, apreciem.






Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br

segunda-feira, 8 de junho de 2009

METAFÍSICA ESSENCIAL

Se você estimular a sua imaginação com a crença, o desejo e a expectativa, e treiná-la para visualizar seus objetivos de modo que os veja, sinta, ouça, prove e toque, então obterá aquilo que quer.1

José Silva




O Webster's Dictionary define a metafísica como "uma divisão da filosofia que se ocupa da natureza fundamental da realidade e do ser..." Se o leitor quiser aprender como induzir EFDCs, o lugar indicado para começar é pelos seus próprios pressupostos metafísicos, ou seja, suas opiniões e atitudes acerca da sua existência e do seu universo. Os indivíduos que encontram dificuldades em suas tentativas para sair do corpo precisam, de um modo geral, de examinar e alterar seus sistemas de crenças.
É extremamente importante voltar a enfatizar aqui que as experiências que uma pessoa encontra enquanto fora do corpo serão determinadas, em grande parte, por suas atitudes. Uma pessoa com crenças extremamente restritivas será provavelmente incapaz de tirar proveito dos benefícios mencionados no capítulo anterior, ainda que aprenda como ter experiências fora-do-corpo. Além disso, os sistemas de crenças poderão muito bem ser o fator mais significativo em decidir se um indivíduo terá ou não êxito na aprendizagem de como induzir experiências fora-do-corpo. Entretanto, os sistemas de crenças não são estáticos, a menos que o queiramos. Eles podem ser modificados.
Um dos mais importantes princípios metafísicos que aprendi é que o pensamento gera experiência. Abordaremos em breve esse conceito em maior profundidade mas, por ora, quero apenas mencionar que esse princípio é válido não importa em que dimensão nos encontremos, Se você pensar que a existência fora do seu corpo é improvável ou que o conhecimento intuitivo é de pouco valor, suas convicções poderão impedi-lo de aproveitar os benefícios da experiência fora-do-corpo. Se acreditar firmemente que uma EFDC deve ser alguma forma de alucinação ou que a existência de outras dimensões é uma história da carochinha que não pode ser levada a sério, poderá inibir o conhecimento intuitivo que, caso contrário, estaria ao seu alcance. De fato, suas crenças darão especial colorido tanto à sua experiência quanto ao seu acesso ao conhecimento, quer você esteja dentro ou fora de seu corpo.
Um entendimento básico da metafísica pode tornar muito mais fácil induzir EFDCs e ajudar os exploradores do intimo a tirar o máximo proveito de suas jornadas não-físicas. Se o leitor está planejando viajar para outras dimensões da experiência — ou mesmo que apenas queira sobrevoar o seu próprio bairro — será útil dispor de alguns conceitos básicos como parte de seu treinamento.


O UNIVERSO FÍSICO É APENAS UMA DAS INFINITAS DIMENSÕES QUE EXISTEM.


Quando a nossa consciência está ajustada a uma determinada freqüência de energia, nós estamos aqui. Quando aprendemos como mudar freqüências por intermédio da nossa consciência, descobrir-nos- emos em outros mundos.
Os nossos olhos podem ver somente uma faixa limitada de luz. Os nossos ouvidos só podem captar uma certa amplitude de som. Em essência, apenas podemos perceber uma faixa muito exígua das possíveis freqüências de energia existentes. Não é apenas miopia mas uma incrível prova de egoísmo concluir que as ondas de energia, ou freqüências, que percebemos como o nosso mundo são o único mundo. Aprender como deixar o corpo e levar a consciência vígil para uma jornada é um modo simples e óbvio de obter provas evidentes e diretas desses outros domínios válidos da existência.


O MUNDO FÍSICO É UMA ESCOLA ELEMENTAR PARA
CIDADÃOS CÓSMICOS.


Estamos todos matriculados numa escola primária cósmica e estamos aqui para aprender. No solo fértil da realidade física, o nosso propósito é crescer e desabrochar. E na medida em que formos capazes de tirar proveito disso, somos convidados a gozar dos frutos de nossa própria criatividade e amor.
A nossa experiência cotidiana é também escolar, e estamos aprendendo o ABC do uso da energia universal. Estamos sendo instruídos e treinados para tornarmo-nos cidadãos responsáveis do universo. Somos ainda uma espécie de deuses infantis, aprendendo a dar os nossos primeiros passos para nos tornarmos engenhosos criadores em cooperação com a Mente Universal (ou Deus, ou Tudo O Que É, ou seja qual for o termo que se prefira). Nesse aspecto, cada um de nós já tem acesso a uma energia praticamente ilimitada.


CADA EVENTO EM NOSSA VIDA FOI GRAVADO EM NOSSA
EXPERIÊNCIA DE ACORDO COM AS IDÉIAS E PENSAMENTOS
QUE POSSUÍMOS EM NOSSA MENTE.


Talvez seja este o mais importante conceito fundamental que nos cumpre entender. Napoleon Hill corrobora essa idéia em seu famoso livro Think and Grow Ricb, no qual diz: "Todos os pensamentos que foram emocionalizados (a que se incutiu sentimento) e misturados com fé começam imediatamente a traduzir-se em seu equivalente físico ou contraparte. "2
O que focalizamos em nossas mentes torna-se manifesto em nossa experiência. A nossa situação geral de vida, com todos os seus matizes, é um resultado dos pensamentos e idéias em que nos concentramos.
Cada um de nós está aprendendo a como adquirir um certo controle sobre o imenso poder das nossas próprias mentes. Um enfoque freqüente sobre pensamentos e idéias horríveis atrairá experiências semelhantes para a sua vida. Por exemplo, muitas pessoas acreditam que vivemos num mundo de competição selvagem e implacável. Um indivíduo que se apóie fortemente em tal crença descobrirá que as pessoas e os eventos em sua vida pessoal a confirmam. Do mesmo modo, se um indivíduo opta, pelo contrário, por acreditar que a humanidade é inerentemente boa e se concentra nos seus melhores atributos, a sua experiência confirmará esse ponto de vista. A forma de arte que estamos aprendendo consiste em como avaliar, selecionar e alterar os ingredientes de nossas próprias mentes e criar assim, de um modo deliberado, a nossa própria experiência.
Tudo o que acontece jamais é acidental. Todos os eventos são criados através da imaginação e da crença. Se alguém deixa cair uma moeda do alto de um arranha-céu e "acontece" de ela aterrissar na cabeça do leitor, não é um acidente. Se a sua vida está repleta de amor, trabalho agradável, natureza, saúde e abundância, não é acidental. Se você se converte num bem-sucedido explorador astral, não é acidental. Se foi alguma vez roubado ou de alguma outra forma "vitimado", são os seus próprios medos, sentimentos de desvalia ou fantasias negativas que fazem convergir para a sua vida essas experiências desagradáveis.
Uma das questões que surge para muitas pessoas quando trabalham com essa idéia é o "fardo" de assumir a responsabilidade por todas as coisas em suas vidas. Quando as pessoas se apercebem do poder de seus próprios pensamentos, sentem-se às vezes enervadas por causa disso. Ficam preocupadas e apreensivas a respeito de toda idéia ou fantasia negativa, por ínfima que seja, que se insinue na cabeça delas.
Em primeiro lugar, alguns (pretensos) pensamentos negativos ou medos não são tão poderosos que suplantem a influência de um clima mental basicamente positivo. Pensamentos e emoções têm um fluxo natural. Diferentes tipos de pensamentos e emoções deslocam-se e mudam desde que a pessoa não os bloqueie. Somente se ela se concentrar em pensamentos e crenças "negativos'' é que estará criando dificuldades.
Em segundo lugar, é um fardo muitíssimo maior ser impotente diante dos acontecimentos de sua vida do que assumir a responsabilidade por eles. Criar a sua própria experiência não significa que deva examinar seus fracassos ou fraquezas e depois sentir-se culpado de tudo. Significa, outrossim, que você tem poder — poder para criar mudanças e fazer as coisas mais a seu gosto.. Dificilmente se pode chamar a isso de fardo.
A verdadeira compreensão e incorporação desse conceito à vida de um indivíduo representa um marco decisivo em seu crescimento global. É uma das lições mais fundamentais que teremos de aprender durante a nossa permanência na sala de aula chamada realidade física. Entendê-la plenamente pode transformar nossas vidas.
Essa verdade fundamental — de que o pensamento é o arquiteto da experiência — sempre foi acessível ao gênero humano. No momento em que escrevo estas linhas, tal verdade está conquistando um reconhecimento cada vez mais sólido nos círculos da Nova Era e manifesta-se com freqüência na literatura metafísica mais recente. Espero que essa tendência se mantenha, pois se um considerável número de pessoas começar entendendo a natureza de seu poder para dar forma ao seu mundo, assistiremos a uma cura em escala planetária.
Quando eu era mais moço, costumava perguntar-me por que haveria tanta discordância no mundo a respeito de tudo. Como poderemos chegar a alguma conclusão com tantas interpretações diferentes da realidade? Por que as pessoas acreditam tão fortemente em suas crenças e convicções? Por que todas elas são tão obstinadas a respeito de seus pontos de vista? Só mais tarde percebi que as pessoas são obstinadas a respeito de seus pontos de vista porque suas experiências sempre lhes fornecem provas em apoio daquilo em que acreditam, seja o que for. Enquanto as pessoas não estabelecerem a conexão entre suas idéias e os eventos de suas vidas, elas estarão fracassando num ponto crucial. O fato de terem provas físicas para corroborar suas idéias não significa que o modo como encaram as coisas seja o modo como as coisas realmente são ou estão destinadas a ser.
À medida que a nossa compreensão aumenta, aprendemos a reconhecer sistemas de crenças que são mais propícios à existência criativa e à alegria e mais consentâneos com a natureza dos nossos seres. Aprendemos a avançar para dispendiosos quadros de referência sendo flexíveis e realizando experiências com o que melhor funciona para nós.
Estamos preparados para jogar livremente com as nossas idéias, experimentá-las, vê-las materializar- se, reavaliá-las e proceder a mudanças, e para focalizar, de um modo geral, um ponto de vista que nos proporciona uma vida plena. Em qualquer área de nossa vida em que não gostamos do que está acontecendo, podemos criar com a mesma facilidade o desejo que satisfaça o nosso coração.
Mas o que dizer sobre as condições de nascimento, perguntar-se-á . É óbvio que as pessoas nascem em situações profundamente diversas. Acredito que todos escolhemos os nossos pais e as nossas condições de nascimento também de acordo com os nossos próprios objetivos e os dos nossos eus "superiores" . Existem enormes diferenças neste ponto a respeito de como as várias identidades gostam de aprender e, de acordo com seus respectivos níveis de desenvolvimento, a sabedoria com que efetuam suas escolhas. Entretanto, à medida que evoluímos da infância para a idade adulta, podemos usar o nosso poder para mudar a situação de nossas vidas.
A minha verdadeira introdução nesse conceito de transformação da vida ocorreu quando estava assistindo às aulas de Jane Roberts no início da década de 1970. Seth, o mestre não-físico canalizado através de Jane, falava constantemente da importância de se compreender que cada um de nós cria a sua própria realidade com seus pensamentos, emoções e crenças. É de suprema importância que essa compreensão não seja somente intelectual. Ensinou Seth que, quando afirmamos o nosso próprio ser, confiamos em nossa direção espontânea e compreendemos que a nossa própria realidade é criada num nível emocional, intelectual e intuitivo, a nossa consciência sintonizar-se-á num estado "superior" de funcionamento em que intuição e intelecto se fundem. As compreensões fluirão para a nossa consciência e tornar-se-ão parte integrante de nós próprios. Notaremos que as coisas parecem estar correndo melhor do que nunca. O livro de Jane Roberts, The Nature of Personal Reality: a Seth Book, ocupa-se de todas essas questões e constitui um tratado verdadeiramente excelente sobre a criação de nossas realidades pessoais.
Quando comecei a trabalhar com esses conceitos, descobri haver algo em meu íntimo que vibrava fortemente em ressonância com eles. Entretanto, não acreditei totalmente neles num nível emocional. Não estava disposto a renunciar com facilidade às minhas dúvidas. Queria alguma prova. E a única maneira de provarmos a nós mesmos que possuímos o que equivale a um poder mágico consiste em usar realmente esse poder e ver se ele funciona em nosso benefício.
Comecei então considerando aquelas áreas da minha vida em que me sentia infeliz sobre o que estava acontecendo. Se eu realmente criava a minha própria realidade, isso significava que eu poderia introduzir mudanças nessas áreas. Passei a observar-me para ver se conseguia identificar os pensamentos e emoções que estavam associados aos pontos melindrosos de minha vida. A maior parte deles foi fácil de descobrir, uma vez que eu estava obviamente fornecendo a mim próprio, com freqüência, certas sugestões negativas. Outros foram um pouco mais difíceis de encontrar porque eram pensamentos e emoções que eu tinha mas deixara de "aprovar", motivo pelo qual eram menos evidentes. Mas acabaram, porém, por vir à tona, porquanto prossegui com um decidido e honesto exame de minha mente consciente.
Descobri a origem de pensamentos e ações nas crenças que os motivavam e produziam; passei então a mudar as crenças. Mudar uma crença não é fundamentalmente difícil — mas, é claro, se você acreditar que isso é difícil, é como acabará sendo. É realmente uma questão de controle do seu foco de atenção. Usando técnicas simples de auto-hipnose, você pode mudar suas crenças com relativa facilidade, desde que esteja disposto a fazê-lo.
Resumindo uma longa história, direi que em todas as áreas onde apliquei esses princípios, o meu poder "mágico" funcionou. Não aconteceu tudo num abrir e fechar de olhos. Levou algum tempo antes que eu começasse realmente a entender, num nível emocional, que tinha esse poder. Gradualmente, porém, à medida que mudava as minhas crenças e via os resultados concretizarem- se repetidas vezes, a crença em meu próprio poder converteu-se no meu novo modus operandi.
Essa magia, diga-se de passagem, é realmente científica. Representa um nível de compreensão científica que está, pura e simplesmente, muito além do nosso nível corrente. Não temos que entender os complexos detalhes de como os nossos corpos se movimentam para movermos os pés. O mesmo ocorre com o uso do nosso poder. A nossa capacidade para criar seja o que for que desejamos em nossas vidas é tão natural em nós quanto as pulsações do coração.
O mundo pessoal em que cada um de nós vive, com todas as suas características ímpares, amigos, seres amados, dramas, desafios, alegrias e mágoas, é um reflexo direto dos nossos próprios estados de espírito, em seus aspectos emocionais e mentais. Se quisermos alterar o nosso cenário externo, devemos aprender como alterar o interno.
Ninguém nos pode provar que as nossas crenças, pensamentos, emoções e frutos da imaginação estão sempre refletidos em nosso mundo. Sei que isso é verdade pela minha própria experiência e conhecimento interior. Cada indivíduo deve aprender essa informação crucial por si mesmo, usando seu próprio e terrível poder de manipular seu mundo pessoal. Quando as pessoas vêem por si mesmas a conexão direta entre o que focalizam em suas mentes e os eventos que integram suas vidas, começarão entendendo que, na verdade, somos todos seres milagrosos, com potenciais e aptidões que estamos principiando agora a descobrir.
Assim que se aprende a simples tecnologia de acesso ao poder pessoal, nada impede que a apliquemos ao trabalho com experiências fora-do-corpo. As EFDCs fornecem uma excelente oportunidade para se praticar a arte de manipular a experiência. Em outras palavras, se você realmente quer sair de seu corpo com plena consciência disso, dispõe do que é necessário para fazer isso acontecer. Qualquer um pode ter experiências fora-do-corpo se estiver disposto a examinar e, se necessário, alterar aquelas crenças que colidem com essa aptidão.
Somos responsáveis pela nossa própria experiência, não importa em que dimensão estejamos. Os nossos pensamentos também criam a nossa realidade no estado fora-do-corpo. De fato, uma das coisas que a literatura EFDC ressalta com certa freqüência é a receptividade aos pensamentos do estado fora-do-corpo.
Quando estou fora do meu corpo, parece que os meus pensamentos criam eventos num ritmo muito mais rápido do que o normal. Parece que em algumas realidades não-físicas, os pensamentos são mais ou menos instantaneamente materializados. O mundo físico parece operar numa cadência mais lenta de materialização, e creio haver uma razão muito importante para isso. Estamos nas fases iniciais do entendimento do nosso poder.. A escola elementar conhecida como realidade física tem sido, em certos termos e em certo grau, provada em crianças; foi deliberadamente estabelecida de tal maneira que leva algum tempo antes que um pensamento se materialize. Aqueles pensamentos que estão materializados na realidade física são pensamentos que atingiram um certo nível de concentração e intensidade. Obviamente, nem todos os pensamentos extraviados ou medos são literalmente materializados, ou todos nós estaríamos em sérios apuros!
Acredito que estamos sendo preparados para graduar as dimensões da existência em que pensamentos e emoções se materializam instantaneamente e com uma sutileza que nos surpreenderá. Não estaremos prontos para esses mundos enquanto não nos tornarmos competentes em nosso uso de energia. Aprenderemos, contudo, e realizaremos o imenso potencial que é nossa herança natural.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Lidando com a raiva

Reg Connolly

Por volta de 1700, viveu um médico britânico chamado John Hunter. Ele tinha um péssimo humor e, não surpreendentemente, sofria de angina peitoral. Ele costumava dizer: "Minha vida está à mercê de qualquer salafrário que decida provocar a minha ira." Isso foi profético. Numa reunião do conselho do St. Georges Hospital, ele se envolveu numa discussão acalorada, retirou-se em sinal de desaprovação e caiu morto.

O que a raiva nos provoca

Por milhares de anos tem sido reconhecido que a raiva contribui para numerosas doenças físicas, especialmente as do coração, como no caso de John Hunter. Ela também tem outros efeitos, mais imediatos e desagradáveis. A raiva crônica ou contínua consome muita energia mental e física, retira o prazer da vida, interfere no pensamento construtivo e proveitoso, ameaça nossos relacionamentos e a perspectiva de uma carreira, solapa a nossa auto-estima e, quando exagerada, pode nos obcecar de tal modo que impede outros pensamentos na nossa mente.

Depois de uma forte discussão, você pode ficar afetado por horas, ou mesmo dias, enquanto, por inúmeras vezes, você revisa o evento na sua mente, agita as sensações da raiva e inclui outras. E, durante esse tempo, o seu humor está sendo governado pela memória da pessoa com quem você está furioso. Você está fora de controle. Você é vítima do evento.

O que é raiva?

Raiva é a sensação que experimentamos quando os eventos no nosso mundo não estão indo de acordo com nossos planos ou critérios. É como se tivéssemos uma ideia interna de como as coisas, eventos e pessoas deviam ser – e, quando elas não "dançam no nosso ritmo", ficamos furiosos e, ao mesmo tempo, nos sentimos frustrados ou tentamos mudá-las.

Razão... ou felicidade?

Muitas vezes, sentimos que a nossa raiva é totalmente justificada e ficamos pensando: "Bem, se o mundo andasse segundo as minhas regras, seria um lugar muito melhor – então, quem pode me culpar por me sentir irritado com a estupidez ou a negligência dos outros – com a recusa deles em reconhecerem que o melhor caminho é do meu modo..."

Isso, evidentemente, é tolice. O mundo não anda nem irá andar pelas regras de qualquer um. O mundo sempre será completamente caótico. Esta é a realidade – e não há sentido em estimular isso. Também é um fato que o mundo é povoado por muitas pessoas com regras, valores e comportamentos um pouco excêntricos (de acordo com nossos padrões).

Elas continuarão a dirigir seus carros de maneira diferente da nossa – e a ter diferentes opiniões sobre o que é ou não um comportamento respeitoso, pontualidade, asseio, honestidade, etc. Ficar furioso é inútil porque não muda nada. Nós nem mesmo temos o direito de mudar as outras pessoas.

Você pode sentir que estava com a RAZÃO quando ficou brabo. Mas a pergunta chave é: isso o deixou contente? Isso contribuiu para a sua FELICIDADE? E para a felicidade das pessoas em sua vida?

Como isso ocorre?

Entender a mecânica da sua raiva é o primeiro passo para controlar esse humor. Essa mecânica é bem simples. Você tem uma versão de como as coisas devem ser e compara continuamente a realidade com a sua versão – e fica furioso quando a realidade pega a versão errada!

Como parte desse processo, você tem uma lista mental de gatilhos que você compara com a realidade e quando a realidade pega ‘o errado’, você fica raivoso.

O que fazer com a raiva?

(1) Conservar – ou expressar?

Alguns especialistas dizem que você deve "expressar" a sua raiva em vez de refreá-la. Eles chamam a atenção que a supressão da raiva pode levar a doenças no coração. Outros dizem que expressar a raiva torna as coisas piores porque ela agrava uma situação já difícil e pode trazer consequências desagradáveis para os seus relacionamentos, sua carreira, e até mesmo para a sua autonomia pessoal.

A escolha parece ser desabafar, e não ficar doente – mas você pode acabar sozinho ou na prisão. Ou dominar a sua raiva e ser mais benquisto – porém ficar doente!

Felizmente, existe uma terceira opção – em primeiro lugar, não ficar furioso.

(2) Dissolver a raiva

A melhor maneira de lidar com o hábito da raiva é impedir, em primeiro lugar, sua ocorrência. Descobrir quais os gatilhos que despertam as suas sensações de raiva e desativar cada um sistematicamente. Ao fazer isso, reconheça como esses gatilhos o controlam, porque é isso que eles fazem – você encontra o gatilho e vai embora – no piloto automático, fora de controle, dirigido por suas emoções.

Comece fazendo uma lista de todos os gatilhos que produzem faíscas em você. Ao fazer isso, considere o valor de permanecer no controle desses gatilhos. Por exemplo, a sua auto-estima sofre – mais tarde você se sente mal porque se deixou envolver e perdeu o controle. Você se sente mal pensando em como os outros o enxergam. Sua família, seus parceiros e seus amigos tendem a tratá-lo com precaução, porque eles não podem relaxar na sua companhia – eles têm que ficar de guarda, esperando a próxima explosão. E, depois, aquelas desculpas e intenções – "Eu sinto muito. Nunca mais vou fazer ou dizer isso novamente. Eu prometo!" E ninguém mais acredita em você.

Há também o custo para a sua paz de espírito, ao revisar os eventos infinitas vezes, repassá-los e sentir novamente as mesmas sensações repetidas vezes! E, todos os dias, ficar atento a todas as oportunidades para se sentir perturbado.

(3) Um gatilho por semana

Pegue um gatilho por semana e desative-o. Decida que a partir de agora você quer ser feliz na maior parte do tempo, mesmo que tenha que deixar as pessoas "fazerem as coisas do jeito delas". Escreva o custo de continuar vítima desse gatilho para a sua saúde, felicidade, relacionamentos, etc.

Só fazer isso não irá impedi-lo de ficar furioso. Você precisa fazer um pouco mais. Ao ficar furioso, acalme-se imediatamente com algum exercício de respiração e depois tenha um papo racional com você mesmo – "Tá certo, fiz de novo. Eu me deixei levar. Mais uma vez fui enganado por ele. Mas estou aprendendo a aceitar as coisas mais facilmente pois sei o que me custa deixar os gatilhos me controlarem e também porque já estou farto de ser vítima deles!"

Desenvolver dessa maneira a sua atenção, de forma metódica, irá desativar gradualmente a sua tendência de perder as estribeiras. Também desativa a tendência de justificar a sua raiva. Na PNL nós chamamos esses gatilhos de âncoras .

Os epiléticos sabem quando um ataque é iminente e tomam as precauções adequadas;
nós devemos fazer o mesmo com relação à raiva. (Sêneca)

Nem tudo é "ruim"

Lembre-se de que nem toda raiva é insalubre. Algumas vezes a raiva é bastante apropriada – ela pode ser a nossa defesa para impedir que outras pessoas nos manipulem ou nos dominem. E pode nos motivar a agir contra a injustiça. A raiva é saudável quando não é contínua e quando canalizada adequadamente em uma ação apropriada.






Reg Connolly é Trainer Certificado e Master Practitioner de PNL, treinador de administração e vendas.

Esse artigo "Dealing with the Anger Habit" está no site The Pegasus NLP Newsletter.
(c) 2000-2009 Reg Connolly - copyrighted, todos os direitos reservados.